A Vida, os questionamentos e as paixões

             Entre divagações, conflitos e descobertas, a juventude se mostra presente sempre de forma desafiadora. Passeando entre gostos e ideais, três meninas aprendem de forma intensa e poética o real dilema da vida: sua existência. Ana Clara, Lia e Lorena vivem de maneira pessoal e envolvente dias a fio, em um simplório pensionato guiado por freiras. Dividindo experiências e compartilhando suas consciências com o leitor, as três se tornam transparentes e encantadoras ao longo de uma estória que toca a fundo os principais desejos, medos e ambições do ser humano.

            Portando uma linguagem extrema e corrida, o romance jorra uma quantidade imensurável de pensamentos internos que chegam de forma sensorial ao receptor do livro. Quase uma exaustão mental, a falta de pausas e carência de vírgulas retratam a obra de forma realista e impactante ao outro lado da página. A personalidade de cada uma das protagonistas é traçada crescentemente de maneira expositiva, tornando claros e coerentes os anseios e os sonhos mais almejados por cada uma delas. Entre o vai-e-vem de narrações com as personagens e o narrador observador, o fluxo de consciência torna ainda mais genial e humana toda a idéia criada na mente dessas meninas.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

            Lorena, sendo o topo de uma pirâmide que expõe a burguesia mais alienada cria, a partir de uma convivência tumultuada e confortante, um perfil utópico e ilusionista que exprime sua ausência de experiências, mas também uma numerosa quantidade de vontades bem guardadas e bem cultivadas. No papel de observadora e analista, ela é consumada por meio de paradoxos. Esses mostram uma menina maltratada por sua cadeia familiar, protagonizada por uma mãe dependente emocional e egocêntrica, e pela ausência de uma figura masculina, que lhe resultam em uma adoração platônica por um homem mais velho, casado e ambiguamente estável.

            Expondo o pano de fundo de uma ditadura militar e um período ameaçador ao Brasil, Lia é a responsável pelo gênio de liderança e aventureiro no trio do romance. Participando da classe média e dos jovens que lutavam por uma política justa, Lião – apelidada assim por seus companheiros de missão – é o pêndulo realista que alimenta o triângulo de idealizações. Preocupada em plantar a verdade e divulgar a podridão militar, ela se torna a personagem que menos se mostra diferente ao tempo, mantendo seu lado forte e pessoal acima dos acontecimentos banais que cercam o pensionato.

            O conflito psicológico e a insegurança – camuflada – são levantados por Ana Clara, por intermédio de um choque estético/intelectual e do seu objetivo de ascender socialmente. Caracterizada como a mais bela das três jovens, Ana se perde em meio a uma carreia de modelo e uma constante necessidade química, cultivada por meio de um relacionamento carnal e supérfluo com um rapaz também viciado. A carência emocional e afetiva pertencente a ela resulta na criação imaginária de um possível noivo, que lhe proporcionaria riquezas materiais e um status definitivo, efetivando assim seus desejos. Sua relação interior autodestrutiva acaba por gerar uma insatisfação pessoal, sendo responsável, mais à frente, por tentativas inconscientes de escapes.

            A obra fascinante de Lygia Fagundes Teles possui o principal ponto de analisar comportamentos vistos a distância, tão comuns, e que de perto, se revelam brilhantemente ricos e somadores de experiência. Com As Meninas, a escritora recebeu diversos prêmios literários, entre eles o “Jabuti”, o da “Câmara Brasileira do Livro” e o de “Ficção” da “Associação Paulista de Críticos”. A mesma, ainda possui mais três romances publicados e dezoito contos, pertencendo, assim, à “Academia Paulista de Letras”, desde 1982, e à “Academia das Ciências de Lisboa”, desde 1987.

 

Título: As Meninas

Autora: Lygia Fagundes Teles

Idioma: Português

Encadernação: 14×21 – 288 p.p

Preço: R$ 38,50

Anúncios
Published in: on junho 5, 2009 at 8:00 pm  Deixe um comentário  
Tags: , , , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://jessicamelo.wordpress.com/2009/06/05/a-vida-os-questionamentos-e-as-paixoes/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: